CRISTIANISMO E UNIVERSIDADE

Seja bem-vindo a "CRISTIANISMO E UNIVERSIDADE". Aqui procuraremos apresentar artigos acerca de assuntos acadêmicos relacionados aos mais diversos saberes, mantendo sempre a premissa de que a teologia é a rainha das ciências, pois trata dos fundamentos (pressupostos) de todo pensamento, bem como de seu encerramento ou coroamento final. Inspiramo-nos em John Wesley, leitor voraz de poesia e filosofia clássica, conhecedor e professor de várias línguas, escritor de livros de medicina, teólogo, filantropo, professor de Oxford e pregador fervoroso do avivamento espiritual que incendiou a Inglaterra no século XVIII.

A situação atual é avaliada dentro de seus vários aspectos modais (econômico, jurídico, político, linguístico, etc.), mas com a certeza de que esses momentos da realidade precisam encontrar um fator último e absoluto que lhes dê coerência. Esse fator último define a cosmovisão adotada. Caso não reconheçamos Deus nela, incorreremos no erro de absolutizar algum aspecto modal, que é relativo por definição.

A nossa cosmovisão não é baseada na dicotomia "forma e matéria" (pensamento greco-clássico), nem na dicotomia "natureza-graça" (catolicismo), nem na "natureza-liberdade" (humanismo), mas, sim, na tricotomia "criação-queda-redenção" (pensamento evangélico).

ESTE BLOG INICIOU EM 09 DE JANEIRO DE 2012





sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

CULTURA CRISTÃ X MÉTODOS ANTICONCEPCIONAIS ANTIBÍBLICOS E INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL




Henry R. Van Til, em seu livro "O CONCEITO CALVINISTA DE CULTURA" (Ed. Cultura Cristã), disse:

"O senhorio de Cristo, além disso, milita contra males como o divórcio, os métodos anticoncepcionais  antibíblicos e a inseminação artificial, que tendem a destruir a instituição familiar que Cristo veio restaurar e levar à sua inteireza no plano de Deus." (p. 253)

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Thomas Moore: Carrasco de Roma e Perseguidor de Protestantes



Jasper Ridley , o autor de “The Statesman e Fanatic” (1982) aponta que nenhum herético foi queimado entre 1521 e 1529 quando o cardeal Thomas Wolsey foi Lord Chanceller. No entanto, as coisas mudaram quando Sir Thomas More substituiu Wolsey: "Além de outros fatores, esses hereges foram queimados quando More foi chanceler porque se recusaram a se retratar ou, porque, depois de se retratar, recaíram em heresia... Mas não há dúvida de que pelo menos parte da razão é que Moore foi um perseguidor muito mais zeloso do que Wolsey ".

Entenda-se que o que o autor chama de heresia era a legítima fé evangélica e os “hereges” eram os mártires da Reforma.


segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Manifestação de Línguas na História Evangélica

"Desde 150 a 1.000 A.D., grupos tais como os montanistas, novacianos, donatistas, paulicianos e outros, falaram em línguas... Desde 1100 a 1200, encontra-se que... os valdenses... deram crédito às línguas. Desde 1300 a 1700, encontramos o dom de línguas entre os anabatistas, o movimento de profecia, os huguenotes na França, os quacres na Inglaterra, e, mais tarde, entre os pietistas (morávios) da Alemanha e os metodistas da Inglaterra e Estados Unidos." (Ron Phillps)

Ron Phillps documenta informações sobre esses movimentos em seu livro DESPERTADOS PELO ESPÍRITO

domingo, 7 de janeiro de 2018

CHARLES SPURGEON E A NECESSIDADE DE FOGO DO ALTO!

   




        
          O pregador e avivalista batista, CHARLES SPURGEON, falou que o Fogo do Alto é a maior necessidade da igreja em nossa época. Ouça as suas inflamadas palavras:


       "Irmãos, exorto-os a se apegarem ao evangelho, deixando que suas almas se encham dele, E ORO PARA QUE POSSAM ARDER COM ELE. Quando a mecha estiver saturada, apliquem a CHAMA. O FOGO DO ALTO CONTINUA SENDO A NECESSIDADE DA ÉPOCA. Que Deus mesmo... ARDA sempre em vocês como na sarça de Horebe. Em igualdade de condições, O QUE TIVER MAIS FOGO DIVINO É O QUE REALIZARÁ MAIS. Esse elemento sutil e misterioso chamado FOGO, quem sabe o que ele é? É UMA FORÇA DE PODER INCONCEBÍVEL. Talvez seja A FORÇA MOTRIZ DE TODAS AS FORÇAS, pois a luz e o calor do sol são a alma da energia. NÃO HÁ DÚVIDA DE QUE O FOGO, TAL COMO ESTÁ EM DEUS, AO DESCER SOBRE OS SEUS SERVOS, TORNA-SE UMA ENERGIA ONIPOTENTE." (Charles Spurgeon, UM MINISTÉRIO IDEAL, Editora PES, p. 57)