CRISTIANISMO E UNIVERSIDADE

Seja bem-vindo a "CRISTIANISMO E UNIVERSIDADE". Aqui procuraremos apresentar artigos acerca de assuntos acadêmicos relacionados aos mais diversos saberes, mantendo sempre a premissa de que a teologia é a rainha das ciências, pois trata dos fundamentos (pressupostos) de todo pensamento, bem como de seu encerramento ou coroamento final. Inspiramo-nos em John Wesley, leitor voraz de poesia e filosofia clássica, conhecedor e professor de várias línguas, escritor de livros de medicina, teólogo, filantropo, professor de Oxford e pregador fervoroso do avivamento espiritual que incendiou a Inglaterra no século XVIII.

A situação atual é avaliada dentro de seus vários aspectos modais (econômico, jurídico, político, linguístico, etc.), mas com a certeza de que esses momentos da realidade precisam encontrar um fator último e absoluto que lhes dê coerência. Esse fator último define a cosmovisão adotada. Caso não reconheçamos Deus nela, incorreremos no erro de absolutizar algum aspecto modal, que é relativo por definição.

A nossa cosmovisão não é baseada na dicotomia "forma e matéria" (pensamento greco-clássico), nem na dicotomia "natureza-graça" (catolicismo), nem na "natureza-liberdade" (humanismo), mas, sim, na tricotomia "criação-queda-redenção" (pensamento evangélico).

ESTE BLOG INICIOU EM 09 DE JANEIRO DE 2012





quarta-feira, 23 de setembro de 2020

Quem é o intolerante?

 






Quando, nós, cristãos, defendemos que existe verdade objetiva e valores imutáveis, somos chamados de "intolerantes". A intolerância, porém, não está ligada ao conteúdo imediato de uma crença, mas a como serão tratados os que não concordam com ela. Uma pessoa pode ser relativista, cética, agnóstica, e não tolerar um crente. Enquanto um crente, sendo inabalável em suas crenças, pode tratar com respeito e cortesia o que pensa diferente.

Rev. Glauco Barreira Magalhães Filho

Live sobre o livro "GIROLAMO SAVONAROLA & A REPÚBLICA DE FLORENÇA" no dia 02 de Outubro



 

quinta-feira, 17 de setembro de 2020

quinta-feira, 10 de setembro de 2020

A BESTIALIZAÇÃO NA ERA DO MEDO

 Dante Alighieri para além de "A divina comédia" | Estante Virtual Blog


Relendo A DIVINA COMÉDIA de Dante Alighieri, deparei-me com a passagem em que ele, andando pelo submundo, sob a orientação de Virgílio, escuta o poeta falar sobre a forma como o MEDO é capaz de BESTIALIZAR os seres humanos:

“’’Se bem entendi o que disseste’, replicou a sombra do magnânimo guia, ‘estás dominado por tremendo MEDO’. Este por tal modo DESVIA O HOMEM DA SUA HONRA QUE O PODE NIVELAR A BESTA MAIS ESQUIVA.” (CANTO II).

Durante esses dias, vimos como a COVID-19, por intermédio do MEDO, bestializou o ser humano. Sem coragem, não há honra. Teremos uma geração de covardes, com síndrome de pânico, depressão e toda sorte de fobias. Veremos jovens sem capacidade crítica, pessoas sem reconhecimento de sua dignidade pessoal como seres humanos, enquanto os direitos serão banalizados e os homens só conseguirão ver “salvação” por meio do Estado e de grandes organizações internacionais. Será uma oportunidade para forças obscuras e para a BESTA do Apocalipse estender o seu domínio sobre os BESTIALIZADOS.

Para os cristãos, era de olhar para o céu, de onde nos virá o verdadeiro Salavador!

Rev. Glauco Barreira Magalhães Filho